sexta-feira, 16 de julho de 2010

CRÍTICA POP: Christina Aguilera - “Bionic”

Revelo hoje aqui que estou amando o novo disco da Christina Aguilera, “Bionic”. Estava totalmente envolvido com meu preconceito em relação a moça e depois que um grande amigo me disse para ouvir com mais atenção, confesso, neste post, que o disco é bom sim.

Este é o quarto disco de inéditas da Aguilera. A faixa de abertura, que tem o mesmo título do álbum, é boa e muito bem elaborada. “Elastic Love”', co-escrita pela cingalesa M.I.A, também é bem legal. ''My Girls'', produzida pelo Le Tigre, começa e termina de uma forma absurda. O único defeito deste novo disco da Xtina é o fato dela cismar em gritar em todas, eu disse todas, as faixas. Não pode. Fica brega e dói os ouvidos.

Parece que naquele livro que o Christopher Ciccone escreveu sobre sua irmã Madonna, ele revela que a rainha do pop nunca quis, tirando na época de Evita, trabalhar muito na sua melhora e no seu esforço de crescimento vocal. Segundo o que está no livro, Madonna acha que música pop é muito mais que voz afinada e em alto bom som.

É. Todas, inclusive Aguilera, ainda tem muito que aprender com a Madonna.

De qualquer forma, vale a escuta atenta à “Bionic“. Destaque muito forte para as baladas (lentas), que são ótimas!

2 comentários:

Anderson disse...

O problema desse CD foi exatamente esse... Não é um CD que se gosta de primeira... Porém, apaixona-se de "segunda" ... E não é tão enjoável como o Circus da Britney por exemplo, que vc gosta de primeira, mas depois esquece... Se todos se dessem ao trabalho de reescutar com mais atenção como você fez, certamente ganhariam muito mais! =D

Borralheira disse...

eu tive um pouco de preconceito... pq eh um ritmo diferendo do que eu era acurtumada a ouvir, eu tinha amado o basic to basics dela... depois eu me acustumei e eh a musica que mais escuto no meu mp4...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...