sábado, 1 de junho de 2013

Macklemore e Ryan Lewis são os caras!

Muita gente tem falado e se manifestado a favor do casamento gay. No Brasil, recentemente, o trio TRIBALISTAS liberou para download gratuito uma nova música,"Joga arroz", em apoio a campanha do Casamento Civil Igualitário, idealizada pelo deputado Jean Wyllys. O legal disso é ressaltar também que o trio não lançava uma canção inédita desde 2002, quando estourou com "Já sei namorar".

Na terra do Tio Sam, o destaque vai para os meninos de Seattle, Macklemore e seu parceiro musical Ryan Lewis. O duo, que está no topo da parada americana com “Thrift Shop”, lançou a música "Same Love", que tem a participação de Mary Lambert e fala sobre a legalização do casamento gay. A canção foi gravada durante a campanha Referendo 74, que permite os casamentos homossexuais no estado de Washington. 

Mais do que uma atitude política, "Same Love" é um pedido feito pelo próprio Macklemore (ele é hétero!) a comunidade hip-hop americana para que acabe com a homofobia entre esse meio tão machista. Segundo o rapper, este pode ser um grande exemplo de cidadania e um bom exercício para olhar o 'próprio umbigo', já que muitos rappers são negros e latinos e sofreram também muito preconceito.

Abaixo segue o clip e a tradução da canção: 


Mesmo Amor
Quando eu estava na terceira série
Eu achava que era gay
Porque eu sabia desenhar, meu tio era
E eu mantia meu quarto arrumado
Eu disse a minha mãe com lágrimas correndo pelo meu rosto
Ela disse Ben você ama garotas desde o jardim de infância
Viajando
Sim, eu acho que ela tinha um objetivo, não tinha?
Um monte de estereótipos na minha cabeça.
Lembro-me de raciocinar como
Sim, eu sou bom na liga de beisebol
A ideia preconcebida do que tudo aquilo significava
Para aqueles que gostavam de pessoas do mesmo sexo tinha as características
Os conservadores de direita acham que é uma decisão
E você pode ser curado com algum tratamento e religião
Feito pelo homem, religação de uma predisposição
Brincando de deus,
Aw nah aqui vamos nós
América, a valente
Ainda teme o que não sabemos
E Deus que ama todos os seus filhos, é de alguma forma esquecido
Mas nós parafraseamos um livro escrito
3500 Anos atrás
Eu não sei

[Mary Lambert]
E eu não posso mudar
Mesmo se eu tentasse
Mesmo se eu quisesse
E eu não posso mudar
Mesmo se eu tentasse
Mesmo se eu quisesse
Meu amor, meu amor, meu amor
Ela me mantém aquecido [x4]

Se eu fosse gay,
Eu acho que o hip-hop me odiaria
Você já leu os comentários do YouTube recentemente
"O homem, que é gay"
Fica descartado no cotidiano
Tornamo-nos tão entorpecido para o que estamos dizendo
Uma cultura fundada a partir de opressão
Ainda não temos aceitação para elas
Chama um ao outro de bicha
Por trás das teclas de um quadro de mensagens
Uma palavra enraizada no ódio,
Mas nosso gênero ainda é desconhecido
Um gay é sinônimo de menor
É o mesmo ódio que causou guerras de religião
Gênero à cor da pele,
A tez do seu pigmento
A mesma luta que levou as pessoas a guerrear e manifestar
É direitos humanos para todos,
Não há diferença!
Viver e ser você mesmo
Quando eu estava na igreja
Eles me ensinaram algo mais
Se você prega o ódio ao serviço
Aquelas palavras não são ungidos
E que a água benta
Que você mergulha
É então envenenada
Quando todo mundo
Está mais confortável
Calado
Em vez de lutando pelos seres humanos
Que tiveram seus direitos roubados
Eu posso não ser o mesmo,
Mas isso não é importante
Nenhuma liberdade até ficarmos iguais,
Maldita lei que eu apoio

Eu não sei.

E eu não posso mudar
Mesmo se eu tentasse
Mesmo se eu quisesse
E eu não posso mudar
Mesmo se eu tentasse
Mesmo se eu quisesse
Meu amor, meu amor, meu amor
Ela me mantém aquecido [x4]

Nós pressionamos play
Não pressione pausa
Progresso, marche em frente
Com o véu sobre nossos olhos
Damos as costas à causa
Até o dia
Em que meus tios possam estar unidos por lei
Quando as crianças andarem pelo corredor
Atormentados pela dor em seus corações
Um mundo tão odioso
Que alguns preferem morrer
Ao ser quem são
E um certificado de papel
Não vai resolver tudo
Mas é um maldito lugar para começar
Nenhuma lei vai mudar-nos
Nós temos que nos mudar
Seja qual for o deus em que acreditamos
Nós viemos do mesmo
Deixe o medo de lado
Debaixo de tudo o amor é o mesmo
Já é tempo de erguermos a voz

E eu não posso mudar
Mesmo se eu tentasse
Mesmo se eu quisesse
E eu não posso mudar
Mesmo se eu tentasse
Mesmo se eu quisesse
Meu amor, meu amor, meu amor
Ela me mantém aquecido [x4]

O amor é paciente, amor é delicado [x2]
(Eu não estou chorando aos domingos)
O amor é paciente (Eu não estou chorando aos domingos)
O amor é delicado (Eu não estou chorando aos domingos)
O amor é paciente (Eu não estou chorando aos domingos)
O amor é delicado (Eu não estou chorando aos domingos)
O amor é paciente (Eu não estou chorando aos domingos)
O amor é delicado (Eu não estou chorando aos domingos)
O amor é paciente, o amor é delicado

Um comentário:

Blogger disse...

Are you looking for free Twitter Re-tweets?
Did you know that you can get them ON AUTOPILOT AND TOTALLY FOR FREE by getting an account on Like 4 Like?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...